Artigo: Como está a sua encontrabilidade?


Como está a sua encontrabilidadeOs profissionais da área de saúde, de maneira geral, tem pouca disposição ou interesse com o tema “Fazer Marketing”, sendo isto uma conseqüência destes profissionais se sentirem pouco a vontade em fazer “propaganda”. Este desconforto se deve à confusão que eles fazem entre marketing e propaganda. Em geral acham que fazer marketing é o mesmo que fazer propaganda (ou publicidade).

A propaganda é apenas um dos 4Ps do marketing, a saber: Promotion (Propaganda ou comunicação), Price (Preço), Placemenet (Distribuição) e Product (Produto ou Serviço). A propaganda é feita depois da definição de inúmeras análises e estratégias de marketing envolvendo todos os P´s, como o levantamento do público alvo e a melhor forma de atendê-lo com produtos/serviços, análise SWOT, qual a percepção de valor dos produtos/serviços, preço para produtos/serviços, quais são as ameaças representadas por empresas concorrentes, levantamento de estratégias para conseguir ter sucesso no mercado considerando os movimentos da concorrência, aspectos de distribuição, etc.

Vivemos um momento de transição de costumes onde as formas de interagir podem ser muito diferente entre as pessoas . Esta diferença pode ser ampliada se o distanciamento entre as pessoas for cumulativo em aspectos culturais, sociais e de idade. Somente aceitando esta diferença que podemos entender posturas equivocadas ou conflitantes entre as pessoas. Por exemplo, uma pessoa utiliza um dos meios mais eficientes e rápidos que temos atualmente para fazer contato, enviando um email urgente para um profissional da área médica de cerca de 50 anos de idade que somente tem acesso aos emails após a secretária imprimí-los, pois não tem o “costume” de utilizar o computador. A recepção da mensagem urgente pode ficar interrompida ou atrasada pela ausência da secretária que está doente em casa e não pode imprimir os emails .

Outro equívoco é achar que os outros usam “Páginas Amarelas” para procurar fornecedores de serviços, incluindo serviços médicos, como era feito antigamente..... Isto faz com que um médico ache que basta ter o telefone nas “Páginas Amarelas” para que os seus clientes encontrem o seu consultório!! Na verdade as páginas amarelas não existem mais como eram conhecidas anos atrás e, portanto, é necessário utilizar outras formas para os clientes o encontrarem.

Conforme o autor do livro Best seller “Google Marketing”, a melhor forma de você encontrar os seus cliente é ser encontrado por eles! Isto era fácil na época das “Páginas Amarelas”, hoje esta tarefa não pode ser feita sem a ajuda da internet. Portanto, podemos tirar uma conclusão com relação a uma necessidade básica dos profissionais da área da saúde : a sua clínica ou consultório tem que estar na internet, ou seja tem que ter um website para ser visível aos usuários da internet. Um outro ponto: o seu negócio tem que ser localizável a partir de buscas na internet por palavras associadas aos seus serviços. Você tem que ter encontrabilidade!

Concluindo, tudo o que foi colocado até aqui: a internet tem que ser considerada seriamente nas estratégias de marketing dos profissionais da área médica. Seu público alvo (principalmente os com menos de 30 anos) passa uma grande parte do seu tempo nos ambientes da internet se comunicando, divertindo, trabalhando e, porque não, procurando e avaliando os fornecedores que irão suprir os seus desejos de consumo e as suas necessidades de produtos e serviços, incluindo serviços de saúde!

Marketing Care

A Marketing Care presta o Serviço de Consultoria de Marketing e desenvolvimento de serviços (Ex. FoldersWebsiteLogotipopapelariaetc.) para clinicas e consultórios. O nosso trabalho busca formas de ampliar o "branding" e a imagem profissional dos nossos clientes. Ligue (019)3722.0820 ou entre em contato via email e peça um orçamento sem compromisso.

Pin It